Publicidade

Posts com a Tag Silvio Costa

quinta-feira, 10 de setembro de 2015 Congresso | 05:59

De quem é a culpa pelo Brasil ter perdido o grau de investimento? Assista ao que dizem os políticos

Compartilhe: Twitter

Grau de investimentoPara o senador José Serra (PSDB-SP), basicamente o governo caiu numa armadilha: deu importância demais à cartilha das agências de rating, e acabou que ela abaixaram o nível de nossa classificação de risco.

Já o vice-líder do governo na Câmara, Silvio Costa (PSC-PE), há a crise econômica internacional, mas a oposição tem grande parcela de culpa. Ele cita especialmente as pautas bombas do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE) afirma que o Congresso fez o possível. “Mas não é o fim do mundo.”

Enquanto o senador tucano Tasso Jereissati (CE) diz com todas as letras: caberia ao governo conseguir que o Congresso votasse. Portanto, faltou governo.

Com o que concorda o senador Randolfe Rodrigues (PSol-AP). Mas, para ele, o Congresso não pode se eximir de culpa. Afinal, ficou enrolando em torno de miudezas.

E você, o que acha?

Assista aos argumentos de cada um deles:

Ou: http://youtu.be/O5y8hGxigO4

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quinta-feira, 6 de agosto de 2015 Congresso | 10:11

Governo recorrerá ao Supremo contra vinculação de salários aprovada na Câmara

Compartilhe: Twitter

O vice-líder do governo na Câmara, Silvio Costa (PSC-PE), anunciou que o governo irá recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o projeto de vinculação dos salários da Advocacia Geral da União (AGU), de delegados de polícia e promotores municipais aos vencimento dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

O Projeto de Emenda Constitucional (PEC) 443 foi aprovado nesta madrugada por 445 votos a 16 em primeiro turno pela Câmara. Na terça-feira serão votados os destaques ao texto base. Mas o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), já havia avisado na reunião dos líderes que só colocará em votação definitiva o segundo turno do projeto, depois que aprovar outra PEC segundo a qual só poderão ser criados novos gastos para estados e municípios com a devida previsão de receita.

“Quero avisar que o que está sendo aprovado aqui é uma farsa, porque é inconstitucional. O governo vai entrar com uma ação no Supremo e certamente esta PEC será derrubada”, avisou Silvio Costa no microfone do plenário, no final da votação.

Segundo o deputado, o STF não permitira um “engessamento fiscal tão amplo”.

De imediato, o projeto cria um rombo de R$ 2,4 bilhões no ajuste fiscal, podendo chegar algo próximo dos R$ 10 bilhões.

O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), um aliado de Eduardo Cunha, também aposta que o projeto será derrubado pelo Supremo. Segundo ele, a PEC que o presidente da Câmara pretende aprovar antes de votar em segundo turno o projeto de vinculação dos salários da AGU tornará “mais inconstitucional ainda” o texto aprovado nesta madrugada.

A estratégia de aprovar  o projeto, mesmo acreditando que ele seja inconstitucional, e ainda engavetá-lo foi armada pelos líderes governistas como forma de fugir à pressão de lobistas da AGU, das polícias federal e estaduais, além de diversas outras categorias que também acreditam que se beneficiarão pela PEC 443 e que lotaram as galerias e os corredores da Câmara ontem.

Assim, os líderes de todos os partidos, inclusive do PT,  puderam encaminhar formalmente suas bancadas pela aprovação do texto, sabendo que provavelmente ele não será aplicado.

“Quero aqui falar para as agências internacionais de notícia e para o mercado financeiro: não precisam se assustar com o que está sendo aprovado aqui. Isso é de mentirinha, Não vai valer”, reverlou ao microfone Silvio Costa em meio a risos no plenário.

Rodrigo Maia não resistiu em pegou o microfone:

“Silvio, você precisa falar em inglês para eles entenderem.”

Pano rápido

Autor: Tags: , , , , , ,

quarta-feira, 5 de agosto de 2015 Congresso | 18:17

Equiparação de salários pode furar em R$ 10 bilhões o ajuste fiscal

Compartilhe: Twitter

Impacto fiscal da PEC 443Vice-líder do governo na Câmara, o deputado Silvio Costa está circulando pelo plenário com um estudo realizado pelo Ministério do Planejamento mostrando o impacto que a aprovação da PEC 443 terá sobre as contas públicas.

Trata-se do Projeto de Emenda Constitucional que equipara o salário dos funcionários da Advocacia Geral da União (AGU) aos do Judiciário. Ontem o governo foi derrotado na tentativa de adiar a votação, que deve ocorrer hoje.

o iG obteve cópia da tabela que integra o estudo. Clique na imagem ao lado e ela será ampliada para melhor leitura.

São simplesmente R$ 10 bilhões, porque até a tarde de hoje já haviam sido juntadas (“apensadas”, no jargão parlamentar) ao projeto original equiparações e reajustes em diversos outros setores.

Veja o que diz o deputado:

Ou: https://www.youtube.com/watch?v=YRvhqCv-3wE

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 13 de maio de 2015 Congresso | 22:59

Líder governista anuncia veto de Dilma à derrubada do fator previdenciário e culpa PCdoB e PDT

Compartilhe: Twitter

“Uma irresponsabilidade!”

Vice-líder do governo na Câmara, o deputado Silvio Costa (PSC-PE) estava revoltado ao final da aprovação das novas regras para o fator previdenciário incluídas na votação, agora à noite, da medida provisória 664 que integra o chamado pacote de ajuste fiscal editado pelo governo no final do ano. A MP altera as regras para a concessão de pensão por morte e auxílio-doença.

Costa culpou as bancadas do PCdoB e do PDT, que votaram em peso pela aprovação do destaque apresentado pelo deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), e praticamente cobrou que os dois partidos da base governista sejam punidos pela presidente Dilma Rousseff.

Assista à entrevista do deputado ao iG, logo após a votação (e, mais abaixo, o resultado por partido):

Votos por bancada:

Parlamentar – UF – Voto

DEM
Alberto Fraga DF Não
Alexandre Leite SP Não
Claudio Cajado BA Sim
Efraim Filho PB Não
Felipe Maia RN Não
Jorge Tadeu Mudalen SP Não
José Carlos Aleluia BA Sim
Mandetta MS Não
Marcelo Aguiar SP Sim
Mendonça Filho PE Não
Moroni Torgan CE Não
Osmar Bertoldi PR Não
Pauderney Avelino AM Não
Professora Dorinha Seabra Rezende TO Não
Rodrigo Maia RJ Sim
Total DEM: 15

PCdoB
Aliel Machado PR Sim
Carlos Eduardo Cadoca PE Sim
Chico Lopes CE Sim
Daniel Almeida BA Sim
Davidson Magalhães BA Sim
Jandira Feghali RJ Sim
Jô Moraes MG Sim
João Derly RS Sim
Luciana Santos PE Sim
Orlando Silva SP Sim
Rubens Pereira Júnior MA Sim
Wadson Ribeiro MG Sim
Total PCdoB: 12

PDT
Abel Mesquita Jr. RR Sim
Afonso Motta RS Sim
André Figueiredo CE Sim
Dagoberto MS Sim
Damião Feliciano PB Sim
Félix Mendonça Júnior BA Sim
Flávia Morais GO Sim
Giovani Cherini RS Sim
Major Olimpio SP Sim
Marcelo Matos RJ Sim
Marcos Rogério RO Sim
Mário Heringer MG Sim
Pompeo de Mattos RS Sim
Roberto Góes AP Sim
Ronaldo Lessa AL Sim
Sergio Vidigal ES Sim
Subtenente Gonzaga MG Sim
Weverton Rocha MA Sim
Wolney Queiroz PE Sim
Total PDT: 19

PEN
André Fufuca MA Sim
Junior Marreca MA Sim
Total PEN: 2
PHS
Adail Carneiro CE Sim
Carlos Andrade RR Sim
Diego Garcia PR Sim
Marcelo Aro MG Sim
Total PHS: 4

PMDB
Alberto Filho MA Sim
Alceu Moreira RS Sim
Aníbal Gomes CE Sim
Baleia Rossi SP Sim
Cabuçu Borges AP Sim
Carlos Bezerra MT Sim
Carlos Henrique Gaguim TO Sim
Carlos Marun MS Sim
Celso Jacob RJ Sim
Celso Maldaner SC Sim
Celso Pansera RJ Sim
Daniel Vilela GO Sim
Danilo Forte CE Sim
Darcísio Perondi RS Sim
Dulce Miranda TO Sim
Edinho Bez SC Sim
Edio Lopes RR Sim
Eduardo Cunha RJ Art. 17
Elcione Barbalho PA Sim
Fabio Reis SE Sim
Fernando Jordão RJ Não
Flaviano Melo AC Sim
Geraldo Resende MS Sim
Hermes Parcianello PR Não
Hugo Motta PB Sim
Jarbas Vasconcelos PE Não
Jéssica Sales AC Sim
João Arruda PR Sim
João Marcelo Souza MA Sim
José Fogaça RS Não
José Priante PA Sim
Josi Nunes TO Sim
Laudivio Carvalho MG Sim
Lelo Coimbra ES Sim
Leonardo Picciani RJ Sim
Leonardo Quintão MG Sim
Lindomar Garçon RO Sim
Lucio Mosquini RO Sim
Lucio Vieira Lima BA Sim
Manoel Junior PB Sim
Marcelo Castro PI Sim
Marinha Raupp RO Sim
Marquinho Mendes RJ Sim
Marx Beltrão AL Sim
Mauro Lopes MG Sim
Mauro Mariani SC Sim
Mauro Pereira RS Não
Newton Cardoso Jr MG Sim
Osmar Terra RS Sim
Pedro Chaves GO Sim
Rodrigo Pacheco MG Sim
Rogério Peninha Mendonça SC Sim
Ronaldo Benedet SC Sim
Roney Nemer DF Sim
Saraiva Felipe MG Sim
Sergio Souza PR Sim
Soraya Santos RJ Não
Valdir Colatto SC Sim
Veneziano Vital do Rêgo PB Sim
Vitor Valim CE Não
Walter Alves RN Sim
Washington Reis RJ Sim
Total PMDB: 62

PMN
Antônio Jácome RN Não
Dâmina Pereira MG Sim
Hiran Gonçalves RR Sim
Total PMN: 3

PP
Afonso Hamm RS Não
Aguinaldo Ribeiro PB Sim
Arthur Lira AL Sim
Cacá Leão BA Sim
Conceição Sampaio AM Não
Covatti Filho RS Não
Dilceu Sperafico PR Sim
Dimas Fabiano MG Sim
Eduardo da Fonte PE Sim
Esperidião Amin SC Não
Ezequiel Fonseca MT Sim
Fernando Monteiro PE Sim
Guilherme Mussi SP Sim
Iracema Portella PI Sim
Jair Bolsonaro RJ Não
Jerônimo Goergen RS Não
Jorge Boeira SC Não
Julio Lopes RJ Sim
Lázaro Botelho TO Sim
Luis Carlos Heinze RS Não
Marcelo Belinati PR Não
Marcus Vicente ES Não
Mário Negromonte Jr. BA Sim
Missionário José Olimpio SP Não
Nelson Meurer PR Sim
Odelmo Leão MG Não
Paulo Maluf SP Sim
Renzo Braz MG Não
Ricardo Barros PR Sim
Roberto Balestra GO Não
Roberto Britto BA Sim
Sandes Júnior GO Sim
Simão Sessim RJ Sim
Toninho Pinheiro MG Sim
Total PP: 34

PPS
Alex Manente SP Não
Arnaldo Jordy PA Não
Carmen Zanotto SC Não
Eliziane Gama MA Não
Hissa Abrahão AM Não
Marcos Abrão GO Não
Moses Rodrigues CE Não
Raul Jungmann PE Não
Rubens Bueno PR Não
Sandro Alex PR Não
Total PPS: 10

PR
Aelton Freitas MG Sim
Alfredo Nascimento AM Sim
Altineu Côrtes RJ Sim
Anderson Ferreira PE Sim
Bilac Pinto MG Sim
Cabo Sabino CE Sim
Capitão Augusto SP Sim
Clarissa Garotinho RJ Não
Dr. João RJ Sim
Francisco Floriano RJ Sim
Gorete Pereira CE Sim
João Carlos Bacelar BA Sim
Jorginho Mello SC Sim
José Rocha BA Sim
Lincoln Portela MG Sim
Lúcio Vale PA Sim
Luiz Cláudio RO Sim
Luiz Nishimori PR Sim
Magda Mofatto GO Sim
Marcio Alvino SP Sim
Marcos Soares RJ Sim
Maurício Quintella Lessa AL Sim
Miguel Lombardi SP Sim
Milton Monti SP Sim
Paulo Feijó RJ Sim
Paulo Freire SP Não
Silas Freire PI Sim
Tiririca SP Sim
Wellington Roberto PB Sim
Zenaide Maia RN Sim
Total PR: 30

PRB
Alan Rick AC Sim
André Abdon AP Sim
Antonio Bulhões SP Sim
Beto Mansur SP Sim
Carlos Gomes RS Sim
Celso Russomanno SP Sim
César Halum TO Sim
Cleber Verde MA Sim
Fausto Pinato SP Sim
Jony Marcos SE Sim
Marcelo Squassoni SP Sim
Márcio Marinho BA Sim
Roberto Alves SP Sim
Roberto Sales RJ Sim
Ronaldo Martins CE Sim
Rosangela Gomes RJ Sim
Sérgio Reis SP Sim
Tia Eron BA Abstenção
Vinicius Carvalho SP Sim
Total PRB: 19

PROS
Ademir Camilo MG Não
Antonio Balhmann CE Sim
Beto Salame PA Sim
Domingos Neto CE Sim
Dr. Jorge Silva ES Sim
Givaldo Carimbão AL Sim
Hugo Leal RJ Sim
Leônidas Cristino CE Sim
Miro Teixeira RJ Não
Rafael Motta RN Sim
Ronaldo Fonseca DF Não
Valtenir Pereira MT Sim
Total PROS: 12

PRP
Alexandre Valle RJ Sim
Juscelino Filho MA Sim
Marcelo Álvaro Antônio MG Sim
Total PRP: 3

PRTB
Cícero Almeida AL Sim
Total PRTB: 1

PSB
Adilton Sachetti MT Não
Átila Lira PI Sim
Bebeto BA Não
César Messias AC Não
Fabio Garcia MT Não
Fernando Coelho Filho PE Não
Flavinho SP Não
Glauber Braga RJ Não
Gonzaga Patriota PE Não
Heitor Schuch RS Não
João Fernando Coutinho PE Não
José Reinaldo MA Sim
Jose Stédile RS Não
Júlio Delgado MG Não
Keiko Ota SP Não
Leopoldo Meyer PR Não
Luciano Ducci PR Não
Maria Helena RR Não
Marinaldo Rosendo PE Não
Pastor Eurico PE Não
Paulo Foletto ES Não
Rodrigo Martins PI Não
Stefano Aguiar MG Não
Tadeu Alencar PE Não
Tenente Lúcio MG Não
Tereza Cristina MS Não
Valadares Filho SE Não
Vicentinho Júnior TO Sim
Total PSB: 28

PSC
Andre Moura SE Não
Edmar Arruda PR Não
Eduardo Bolsonaro SP Não
Erivelton Santana BA Não
Irmão Lazaro BA Não
Júlia Marinho PA Não
Marcos Reategui AP Não
Professor Victório Galli MT Não
Raquel Muniz MG Não
Silvio Costa PE Sim
Total PSC: 10

PSD
Alexandre Serfiotis RJ Não
Átila Lins AM Sim
Danrlei de Deus Hinterholz RS Sim
Delegado Éder Mauro PA Sim
Diego Andrade MG Sim
Evandro Roman PR Sim
Fábio Faria RN Sim
Fábio Mitidieri SE Sim
Felipe Bornier RJ Sim
Fernando Torres BA Sim
Goulart SP Sim
Herculano Passos SP Sim
Heuler Cruvinel GO Sim
Irajá Abreu TO Sim
Jaime Martins MG Não
Jefferson Campos SP Não
João Rodrigues SC Não
Joaquim Passarinho PA Sim
José Carlos Araújo BA Sim
José Nunes BA Sim
Júlio Cesar PI Sim
Marcos Montes MG Sim
Paulo Magalhães BA Sim
Ricardo Izar SP Sim
Rogério Rosso DF Sim
Rômulo Gouveia PB Sim
Sérgio Brito BA Sim
Sergio Zveiter RJ Sim
Silas Câmara AM Sim
Sóstenes Cavalcante RJ Não
Walter Ihoshi SP Sim
Total PSD: 31

PSDB
Alexandre Baldy GO Não
Alfredo Kaefer PR Não
Antonio Imbassahy BA Não
Arthur Virgílio Bisneto AM Não
Betinho Gomes PE Não
Bruno Covas SP Não
Caio Narcio MG Não
Célio Silveira GO Não
Daniel Coelho PE Não
Delegado Waldir GO Não
Domingos Sávio MG Não
Eduardo Barbosa MG Não
Eduardo Cury SP Não
Fábio Sousa GO Não
Geovania de Sá SC Não
Giuseppe Vecci GO Não
Izalci DF Não
João Campos GO Não
João Castelo MA Não
João Paulo Papa SP Não
Lobbe Neto SP Não
Luiz Carlos Hauly PR Não
Mara Gabrilli SP Não
Marco Tebaldi SC Não
Marcus Pestana MG Não
Mariana Carvalho RO Não
Max Filho ES Não
Miguel Haddad SP Não
Nelson Marchezan Junior RS Não
Nilson Pinto PA Não
Otavio Leite RJ Não
Pedro Cunha Lima PB Não
Pedro Vilela AL Não
Raimundo Gomes de Matos CE Não
Ricardo Tripoli SP Não
Rocha AC Não
Rodrigo de Castro MG Não
Rogério Marinho RN Não
Rossoni PR Não
Samuel Moreira SP Não
Shéridan RR Não
Silvio Torres SP Não
Vitor Lippi SP Não
Total PSDB: 43

PSDC
Aluisio Mendes MA Sim
Luiz Carlos Ramos RJ Sim
Total PSDC: 2

PSL
Macedo CE Sim
Total PSL: 1

PSOL
Cabo Daciolo RJ Não
Chico Alencar RJ Não
Edmilson Rodrigues PA Sim
Ivan Valente SP Não
Jean Wyllys RJ Não
Total PSOL: 5

PT
Adelmo Carneiro Leão MG Sim
Afonso Florence BA Sim
Alessandro Molon RJ Sim
Ana Perugini SP Sim
Angelim AC Sim
Arlindo Chinaglia SP Sim
Assis Carvalho PI Sim
Assis do Couto PR Sim
Benedita da Silva RJ Sim
Beto Faro PA Sim
Bohn Gass RS Sim
Caetano BA Sim
Carlos Zarattini SP Sim
Chico D Angelo RJ Sim
Enio Verri PR Sim
Erika Kokay DF Sim
Fabiano Horta RJ Sim
Fernando Marroni RS Sim
Gabriel Guimarães MG Sim
Givaldo Vieira ES Sim
Helder Salomão ES Sim
Henrique Fontana RS Sim
João Daniel SE Sim
Jorge Solla BA Sim
José Airton Cirilo CE Sim
José Guimarães CE Sim
José Mentor SP Sim
Leo de Brito AC Sim
Leonardo Monteiro MG Sim
Luiz Couto PB Sim
Luiz Sérgio RJ Sim
Luizianne Lins CE Abstenção
Marco Maia RS Sim
Marcon RS Sim
Margarida Salomão MG Sim
Maria do Rosário RS Sim
Moema Gramacho BA Sim
Nilto Tatto SP Sim
Odorico Monteiro CE Sim
Padre João MG Sim
Paulão AL Sim
Paulo Pimenta RS Sim
Paulo Teixeira SP Sim
Pedro Uczai SC Sim
Reginaldo Lopes MG Sim
Rubens Otoni GO Sim
Ságuas Moraes MT Sim
Sibá Machado AC Sim
Toninho Wandscheer PR Sim
Valmir Assunção BA Sim
Valmir Prascidelli SP Sim
Vander Loubet MS Sim
Vicente Candido SP Sim
Vicentinho SP Sim
Waldenor Pereira BA Sim
Weliton Prado MG Não
Zé Geraldo PA Sim
Zeca Dirceu PR Sim
Zeca do Pt MS Sim
Total PT: 59

PTB
Adelson Barreto SE Não
Alex Canziani PR Sim
Antonio Brito BA Sim
Arnaldo Faria de Sá SP Não
Arnon Bezerra CE Sim
Benito Gama BA Não
Deley RJ Não
Eros Biondini MG Não
Jorge Côrte Real PE Sim
Josué Bengtson PA Sim
Jovair Arantes GO Sim
Jozi Rocha AP Sim
Luiz Carlos Busato RS Sim
Nelson Marquezelli SP Sim
Nilton Capixaba RO Sim
Paes Landim PI Sim
Pedro Fernandes MA Sim
Ricardo Teobaldo PE Sim
Ronaldo Nogueira RS Não
Sérgio Moraes RS Não
Walney Rocha RJ Sim
Wilson Filho PB Sim
Zeca Cavalcanti PE Sim
Total PTB: 23

PTC
Brunny MG Sim
Uldurico Junior BA Sim
Total PTC: 2

PTdoB
Pastor Franklin MG Sim
Total PTdoB: 1

PTN
Bacelar BA Sim
Christiane de Souza Yared PR Não
Delegado Edson Moreira MG Sim
Renata Abreu SP Sim
Total PTN: 4

PV
Dr. Sinval Malheiros SP Não
Evair de Melo ES Não
Evandro Gussi SP Não
Fábio Ramalho MG Sim
Leandre PR Não
Victor Mendes MA Sim
William Woo SP Sim
Total PV: 7

Solidaried
Arthur Oliveira Maia BA Não
Augusto Carvalho DF Não
Augusto Coutinho PE Não
Aureo RJ Não
Benjamin Maranhão PB Não
Carlos Manato ES Não
Elizeu Dionizio MS Sim
Ezequiel Teixeira RJ Não
JHC AL Não
José Maia Filho PI Sim
Laercio Oliveira SE Não
Lucas Vergilio GO Não
Zé Silva MG Não
Total Solidaried: 13

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 8 de maio de 2015 Congresso | 09:57

Toma-lá-dá-cá teve até ministro no viva voz

Compartilhe: Twitter

“Barba, cabelo e bigode”, festejava ontem à noite no Cafezinho da Câmara o vice-líder do governo, Silvio Costa (PSC-PE). Estava no finalzinho da votação dos destaques ao texto base da medida provisória 665, aprovado na noite anterior pelo plenário por 252 votos a 227.

A medida provisória 665 endurece as regras de acesso ao seguro-desemprego, ao abono salarial e ao seguro-defeso. Aprovada pelo Senado, passará a valer definitivamente.

A aprovação do texto base por uma margem apertada na quarta-feira fazia prever a derrota do governo em pelo menos alguns destaques votados no dia seguinte. Mas não foi este o resultado. Como disse o vice-líder governista, o governo aprovou e reprovou os destaques que bem quis.

À primeira vista, vale a explicação do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), que votou com o governo desde o início: “Aqueles que votaram contra ontem começam a ver que vão perder mesmo e vão mudando de lado.”

Mas o que fez de fato o oposicionismo em plenário cair de quase 230 votos num dia para cerca de 130 nas votações dos destaques do dia seguinte foi a intensa movimentação do vice-presidente da República, Michel Temer, que como coordenador político do Palácio do Planalto reuniu-se com diversos grupos de deputados e prometeu abrir as portas (e os cargos) do governo a quem votar com o Palácio do Planalto.

Como por exemplo os chamados novatos do PMDB. Temer reuniu-se um  grupo de deputados de primeiro mandato do partido para agradecer os votos na primeira rodada da MP e garantir a manutenção do apoio nas próximas votações de interesse do governo.

Ouviu reclamações sobre falta de diálogo com o governo e anotou os pedidos, prometendo atender “na medida do possível”. Negocia daqui, negocia dali , tudo acertado. Até que o grupo resolveu deixar claro que, nas sessões do Congresso da semana que vem, os deputados só votarão com o Palácio se suas reivindicações forem atendidas.

Presente à reunião, o ministro da Aviação e deputado eleito, Eliseu Padilha (PMDB-RS), pegou o telefone e ligou para o chefe da Casa Civil, Aloizio mercadante, encarregado das providências administrativas no caso de nomeações.

Eliseu relatou alguns pedidos e arrematou: “Ministro, vou colocar o telefone no viva voz”. E o chefe da Casa Civil se comprometeu com o grupo de que já na próxima segunda-feira começarão as nomeações, ou melhor, “no Diário Oficial de terça-feira”.

Para quem conhece o ritmo do toma-lá-dá-cá de todos os governos com o Congresso, isso significa que alguma coisa começa a sair na terça-feira, quando está previsto o início da votação das MPs 664 e 666. Mas as soluções irão pingando até a aprovação final dos textos bases e dos destaques, nas próximas duas semanas.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quinta-feira, 9 de abril de 2015 Congresso | 20:34

Por pouco Eduardo Cunha impunha mais um prejuízo ao governo (ou como os jabutis sobem nas árvores do Congresso)

Compartilhe: Twitter

Estava tudo pronto para aprovação, na noite desta quinta-feira, da medida provisória que criou um fundo de recursos públicos destinados à reconstrução de municípios afetados por desastres naturais. Foi quando o deputado Silvio Costa (PSC-PE) pediu a palavra para alertar ao plenário de um ponto que ninguém havia notado:

Um dos itens do texto autorizava o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) a conceder empréstimo subsidiado de R$ 50 milhões para a reforma do Shopping Center Nova América, no Rio de Janeiro, atingido por incêndio no ano passado.

“Senhor presidente da Câmara, Eduardo Cunha, trata-se de uma medida provisória sobre desastres natuarais, e este incêndio no shopping está longe de ser um desastre natural. O senhor tem obrigação de considerar inconstitucional este item e retirá-lo do projeto em votação” , disse o deputado.

O presidente da Câmara, que pertence ao PMDB do Rio de Janeiro, resistiu. Argumentou que o corpo técnico da Câmara não havia detectado inconstitucionalidade neste ponto e que o texto fora votado em comissões com a aprovação da maioria dos partidos. Ia continuar a votação mesmo assim.

Mas os líderes da oposição ameaçaram obstruir a aprovação de toda a MP e cobraram acordo dos demais líderes. Eduardo Cunha argumentou que só se houvesse unanimidade dos líderes aceitaria a retirada: “Estou preso ao regimento”.

Não apareceu ninguém para defender os tais R$ 50 milhões. É o que no Congresso se costuma chamar de “jabutis na árvore”. Eles não chegam lá sozinhos. Mas ninguém assume que os colocou. O item foi retirado do texto e a MP, aprovada.

O iG foi ouvir Silvio Costa para tentar descobrir a origem do jabuti. O máximo que o deputado diz publicamente é que o texto foi de autoria do relator da MP, Leonardo Quintão, do PMDB de Minas Gerais. Um deputado que nada tem a ver com o Rio de Janeiro, naturalmente.

Silvio Costa deixa no ar suas suspeitas… Assista:

Autor: Tags: , , , , , ,