Publicidade

Posts com a Tag Humberto Costa

quarta-feira, 8 de julho de 2015 partidos | 16:06

Aécio Neves: “PT não vai me empurrar para a direita”

Compartilhe: Twitter

O senador Aécio Neves (MG) acaba de ser reeleito presidente nacional do PSDB e já se tornou o centro de uma grande polêmica: se o seu partido aderiu ou não à tese de um golpe de Estado para apear do poder a presidente Dilma Rousseff.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), diz que sim. Em entrevista ao iG, acusou Aécio de capitanear o “furor golpista, secundado pela extrema direita”, do país.

Em entrevista exclusiva ao iG, Aécio responde às críticas dizendo que “não adianta que não vão me empurrar para a direita”.

Mas ele insiste que a presidente da República pode ser retirada do poder sem golpe, pela via constitucional, se o Tribunal Superior Eleitoral, por exemplo, decidir que houve fraude na eleição:

“Ninguém está acima da lei. Quem quer golpe é o PT. Cabe à presidente responder às denúncias e manter seu mandato até 2018. O que nós insistimos é que a presidente tem que dar satisfação aos órgãos de controle. Se houver a comprovação de dinheiro sujo, aí sim, está prevista na Constituição a cassação do mandato.”

Aécio diz que o PSDB se encontra no seu melhor momento desde o governo Fernando Henrique Cardoso, quando foi lançado o Plano Real, e que o partido “não embarcará nuuma aventura”.

Mas defendeu as manifestações de rua programadas para agosto, mesmo com o risco de um enfrentamento com militantes das entidades da sociedade civil que apoiam o governo.

“De um lado, sou acusado de não ter ido às ruas para não estimular o movimento. De outro, nos acusam de movimentar as ruas. O PT não entendeu que as ruas estão se movimentando espontaneamente.”

E o presidente do PSDB dá um recado ao PT:

“Temos hoje um governo atordoado, com sua base de sustentação demonstrando muito pouca confiança na recuperação da  presidente da República. O PT tem que se preocupar com sua própria base, mais do que com a oposição.”

Muita coisa em apenas 9 minutos de entrevista que você pode assistir na íntegra:

 

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

escândalos políticos | 05:58

Líder do PT acusa Aécio Neves de “capitanear extrema direita”, e diz temer enfrentamentos nas ruas em agosto

Compartilhe: Twitter

Em entrevista ao iG, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), admitiu temer que o Brasil viva um momento de grande radicalismo nas ruas, em agosto, a partir das manifestações que começam a ser programadas pela oposição.

Segundo ele, o PT está disposto a reagir, convocando “setores da sociedade que reconhecem no nosso governo uma perspectiva de futuro melhor”. Ou seja, também levando para as ruas militantes das entidades próximas ao partido, como MST (Movimento dos Sem Terra), CUT (Central Única dos Trabalhadores), UNE (União Nacional do Estudantes), etc., com evidente risco de embates.

Perguntado se isso não levará a uma radicalização perigosa, Costa concorda. Afirma que não é o que PT deseja, mas “a oposição é quem tem promovido essa radicalização e obviamente nós também temos que manifestar nosso apoio ao governo”.

Ontem ele partiu para o enfrentamento com o recém reeleito presidente nacional do PSDB, o senador Aécio Neves (MG), em plenário. Costa leu uma nota da bancada do PT acusando Aécio de golpismo, ao defender investigações com possibilidade de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Humberto Costa tem dito que esse movimento é capitaneado no PSDB não pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, nem pelo senador José Serra (SP), mas por Aécio Neves, “secundado por parlamentares e elementos da extrema direita”.

Veja o que disse o senador petista ao iG:

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

segunda-feira, 29 de junho de 2015 partidos | 16:25

“Demonstração de divergências não será o fim do mundo” diz líder do PT sobre jantar da bancada com Lula

Compartilhe: Twitter

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), admite que a situação é de crise. Mas, em entrevista ao iG, ele afirma que o jantar de hoje do ex-presidente Lula com as bancadas do Senado e da Câmara, em Brasília, será útil ao partido:

“Não existe o governo sem o PT, nem o PT sem o governo, assim como não existe a presidente Dilma sem o presidente Lula”

Mas o vazamento das críticas que costumam ocorrer nessas reuniões não tende a atrapalhar mais do que ajudar?

“A demonstração de divergências não é o fim do mundo”, afirma o líder.

Na entrevista ele fala ainda dos vazamentos das delações premiadas e das reclamações contra o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo:

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 9 de junho de 2015 Congresso | 18:27

Como a “virada na crise”, anunciada por Dilma, repercutiu no Congresso. Assista

Compartilhe: Twitter

Para o líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS), sequer se pode falar em crise. Mas a solução dos problemas será gradual.

O líder do PT, senador Humberto Costa (PE) até admite que há crise. Diz que o ajuste do ministro Levy foi necessário, “circunstancial”, mas aposta na virada. Embora gradual.

Já o senador Cristóvam Buarque (PDT-DF), não aceita sequer falar em virada ou qualquer coisa como fim da crise. Para ele, a presidente Dilma não deve estar lendo jornais.

E o vice-presidente do PSDB, Álvaro Dias (PR), afirma que as concessões anunciadas pela presidente como o início da virada são a reedição de pacote antigo, que virou vento.

Também o senador dissidente petista Paulo Paim (RS) não acredita em virada. Ele afirma que tem andado o país e que só vê aumentar a preocupação com o desemprego. Sem contar a crise política.

Assista e tire suas próprias conclusões:

Autor: Tags: , , , , , , ,