Publicidade

quinta-feira, 21 de maio de 2015 governo | 19:58

Corte no Orçamento será de pouco mais de R$ 69 bilhões

Compartilhe: Twitter

Dilmatemerlevy

 

A presidente Dilma Rousseff bateu o martelo sobre o tamanho do corte nos gastos do governo que será divulgado amanhã.

Já inclusive pediu  a seus coordenadores políticos, tanto na Casa Civil como na Vice-Presidência da República, para ajudarem no convencimento à base parlamentar.

É que o contingenciamento de verbas da União vai atingir as chamadas emendas de parlamentares.

No total, serão cerca R$ 69 bilhões cortados dos gastos de todo o governo federal em 2015, sendo, destes, R$ 23 bilhões nas emendas apresentadas por deputados e senadores à proposta de Orçamento que havia sido enviada ao Congresso.

Essa cifra, perto dos R$ 70 bilhões, é considerada pelos analistas como bastante satisfatória para o mercado.

Não chegam a ser os R$ 80 bilhões pretendidos pelo ministro da Fazenda, Joaquim levy, nem os R$ 60 bilhões que os coordenadores políticos consideravam mais palatável.

Segundo fontes do Congresso, o contingenciamento será publicado, provavelmente, em edição extra do Diário Oficial da União.

 

Autor: Tags: , , ,

17 comentários | Comentar

  1. 67 Daniel Jundiai sp 22/05/2015 19:24

    Cansado de ser #enganado

  2. 66 Remilton 22/05/2015 11:48

    O corte do orçamento que vai afetar as emendas parlamentares, indiretamente atingirão os mais necessitados, pq de tais emendas os deputados destinam verbas para as Santas Casas comprar aparelhos, reformas, etc.
    O corte seria justos se ocorresse no orçamento da Câmara e do Senado, para que eles gastassem menos com suas despes pessoais.
    Outro corte interessante, seria nas viagens pessoais da Presidente, que não resultam em nenhum benefício para o Brasil.
    Outro também, seria a diminuição dos Ministérios que são 38 e faltam 2 para se igualar aquele filme famoso do Ali Baba e os…

    • Martins 22/05/2015 15:44

      Tirar as verbas do Senado e da Câmara não chega a 1% do corte que ocorrerá hoje.Quanto ao ministério a maioria concursado..é custo fixo..acaba aqui..envia pra outro lugar.Precisa de outra solução.

  3. 65 Pedro Alberto Alite 22/05/2015 10:39

    A quem fala mal do tempo do militarismo, gente que nem viveu essa época, igual a musica do Zeca pagodinho, nunca comi, só ouço falar, meus amigos, foi a melhor época que eu vivi na minha vida, acreditem sou de família pobre, estudei toda a vida em escola pública, eram boas escolas com excelentes professores, havia disciplina, matérias que enalteciam o ser humano, uma matérias que eu me lembro bem, chamava-se educação moral e cívica, aprendíamos os valores da vida, a amar a pátria, as pessoas, ensinávamos todos os hinos do país, como hino Nacional, da bandeira, da marinha do exército, independência, pode pegar qualquer aluno hoje de uma escola duvido, que saiba cantar o hino nacional todo, tínhamos segurança, bandido não se criava. O que eu tenho percebido nesse tempo inteiro, após essa democracia que foi instalada nesse país, só houve retrocesso , quer moral, intelectual, o ser humanos está degradado você ser honesto hoje é tratado como idiota, todo mundo querendo levar vantagem, e não vem dizer que são só os políticos, esses também saíram do meio do povo, ou são seres extra terrestres?. O que está precisando é moralizar esses país, pelo amor de Deus, fechem esses congresso que custa vinte e Quatro Milhões por dia para o contribuinte, e nada fazem a não ser para as mordomias deles, fechem essas, essas câmaras de vereadores espalhas por esse brasil inteiro, tem municípios , com vinte e hum vereadores, ´pasmem com salários, que chega a R$ 90.000,00 conforme divulgado pelo fantástico um dia desses, reduz esses ministérios que hoje, são 39 para 10 se não falha a memória, era a quantia que existia a na época do militarismo, diga-se de passagem funcionavam, era feitas boas rodovias, ferrovias, portos aeroportos, barragens, é simples só verificarem quando foram construídas, e hoje o que nós vimos, apadrinhamentos, políticos falcatruas, roubalheira, obras super faturadas, inacabadas, estradas que deveram ficar prontas em 2 anos levam 12 anos e ainda não está pronta quer exemplo; duplicação da BR 101 trecho de Curitiba ao Rio Grande do Sul, passem a investirem edução, para com essa palhaçada de democracia, que democracia, de ir lá votar, dar mordomias, belas aposentadorias estendidas até a 4ª. geração para os seus familiares, esse tipo de democracia não preciso.

  4. 64 Gilmário Araújo 22/05/2015 9:56

    Além das verbas dos parlamentares o que deve ser reduzido e a quantidade de Ministérios e Cargos Comissionados, ofertados para os amigos da rainha, mas nesse pais onde não se respeita o contribuinte os cortes não alcançam as futilidades mas, alcançam a saúde, educação , moradia, esse nosso pais esta uma vergonha!!!

    • Martins 22/05/2015 15:42

      Mesmo reduzindo o número de ministérios a quantidade empregada seria realocada em outras funções que é a maioria dos casos.Então precisa de outra solução essa é tiro no pé, é eliminar aqui pra inflar acolá.

  5. 63 valter spinola de abreu 22/05/2015 9:22

    O governo fala em corte de gastos, e da mais dinheiro para os partidos. Isso quer dizer que sao eles que fazem o pais crescer, sao eles que estao trabalhando duro nas industrias, nas ruas, nos coletivos, na segurança, etc. Realmente eles merecem mais dinheiro , e nós….. menos, parabéns a nossa presidente.

  6. 62 Paulo Lourenço 22/05/2015 9:18

    Bom dia, é justo que o governo ajuste suas contas, só não entendo porque estes cortes vão atingir diretamente a educação que já esta ma UTI a muito tempo, porque não cortar das verbas de gabinetes, nas mordomias e que concebidas para o confortos destes fulanos que não fazem nada para o bem estar da população, olha povo brasileiro congresso nacional e câmara dos deputados não ajudada em nada o pais, é um tumor que paralisa o Brasil.

    • Martins 22/05/2015 15:47

      Porque precisa cortar um volume de verdade, cortes em gabinetes chegariam a poucos milhões…necessita-se de corte de bilhões infelizmente. O setor de educação e infraestrutura foi o que mais recebeu investimento nos ulitimos anos logo será eles que irão parar de receber voltando aos valores antigos.

    • miri 22/05/2015 10:09

      Disseste bem é um Tumor; esta é a palavra que efine o meu sentimento pelo Congresso e a maioria dos políticos.

  7. 61 mari 22/05/2015 8:28

    Engraçado é fácil tirar dos trabalhadores, para de aumentar os salários dos parlamentares que apenas servem para serem sustendos por nós, privatiza todos os orgõas públicos que só servem para empregar amigos e indicados com salários autíssimos, além de excelentes salários ainda tem os desvios dos hospitais, entre outros orgãos, se tem tanto desvio é pq tem dinheiro. O pensamento que me veio neste momento de raiva ao pensar em tanto roubo me fez lembrar de que sou uma escrava para sustentar roubos, desvios, salários excelentes para parlamentares e seus beneficios, como eu gostaria de ver o Congreço lotado expludido com todos eles sem faltar um.

    • Martins 22/05/2015 15:50

      Nada está sendo tirado dos trabalhadores, os cortes não afetam em nada o cidadão comum.Tirar salário de parlamentares não economizaria se quer 1% do necessário…ou seja precisa de uma solução realista para o momento.
      Creio que para sustentar tantos no governo , seu salário deveria ser na casa dos milhões..como imagino que não é, pode ficar sossegada que sua vida continua a mesma apenas não se influencie pelas noticias dramáticas da imprensa.

  8. 60 luis carlos silva 22/05/2015 3:46

    Meus caros companheiros, como diz o homem que já tem experiência em cortes cortou o dedo para viver na mamata.Mais o bom corte seria o fechamento do congresso ,fechar 2ou 10 ministério. acabar com alguns cargo publico. ai meu já passou dos 300 bi. Ai sabe o que acontece o congresso manda a dilma pro inferno onde é o lugarzinho dela.

    • Martins 22/05/2015 15:51

      Soluções apresentadas de desenho animado.Precisa de um profissionalismo maior para apresentar propostas dignas.

  9. 59 Eduardo Barros 22/05/2015 2:06

    Brasil cobra impostos de 1º mundo mas oferece serviços de 3º.Qual será o motivo?

  10. 58 KAPACHILD's 22/05/2015 1:02

    NADA MELHOR PARA SUAVIZAR O TAMANHO DO CORTE DO QUE UM ” 69 ” ! PARABÉNS…

  11. 57 Esequiel 22/05/2015 1:01

    Basta cancelar a construção do SHOPPING que estão querendo construir no congresso, acabar com a VERBA para partido politico de R$ 900.000 milhões, EMPREITEIRA e POLITICOS devolver $$$$ o dinheiro roubado. E Dilma fala sério afasta do Lula e demais PETRALHAS que estão afundando o Brasil.

    • Martins 22/05/2015 15:54

      É fácil é só convencer os deputados, e quem fará isso?

  12. 56 henrique alberto de figueiredo 22/05/2015 0:46

    Ela é muito boazinha, nem mentir ela mente.

  13. 55 GeraldoPrado 22/05/2015 0:37

    Ótimo essa idéia de cortar gastos do governo,pois assim muitas verbas destinadas aos currais eleitorais de politicos corruptos e que nunca chegam ao seu destino em benefício à população não servirá para que se reelejam e continuem surrupiando nossa naçáo.

  14. 54 Fernando 21/05/2015 22:55

    Para cortar o que falta é só mandar uma duzia de parlamentares desocupados que só gostam de mamar na teta do governo que chega nos 80 milhões facil!!!

  15. 53 Antonio Cesar Almeida 21/05/2015 21:04

    os coxisnhas antes criticavam porque não cortava agora que cortou………vai entender essa gente que só sabe bater panela em seus aptos de luxo, e que qdo governaram deixaram o país de DEZ/2002 com inflação de 13%, juros de 24%, desemprego mais alto do mundo, risco brasil acima de 1000 ptos, sem programa social algum, com FMI, sem reservas cambiais, quem duvida pesquisa no google

    • Martins 22/05/2015 16:10

      A único coisa boa que podemos estabelecer de FHC foi o plano real e isso em 1993.De 94 a 2002 onde administração dele se fez presente o que vimos foi a desigualdade crescer, a selic passando dos 20% a inflação dos 13% o desemprego em 10% e naquela época com um salário minimo comprava-se 1 cesta básica.
      Em 8 anos o sociologo culto , estudado não construiu 1 faculdade publica se quer.
      Tivemos o primeiro apagao generalizado em todo país
      Deviamos bilhões ao FMI
      E tinhamos a palavra risco brasil, diariamente em nossas mentes passando de 1000 pontos.
      Fora os inúmeros casos de corrupção não investigados pelo governo, levando a crer que a corrupção não existia já que não era investigada.
      Aos que tem memória sabe o quanto progredimos o quanto o Brasil cresceu e se faz presente em um cenário mundial, hoje jovens de todas as raças frequentam as faculdades e os carros podem ser hoje desejo de consumo de grande parte da população.
      As empregadas tem horário no serviços, a energia alcançou milhões de habitantes e a comida se faz presente na mesa de ponta a ponta do País.
      Milhões foram de aviao pela primeira vez e outros milhões tiveram a casa própria.
      Mas para muitos esse país não interessa, sente saudade dos tempos de FHC onde ser classe média era status. onde o pobre não se misturava, eles por e são milhões…pena que são minoria.Em democracia foram derrotados e terão de ver revoltados a ascensão da população mais baixa.Só lhe sombram as panelas de luxo e varandas e viagens a Miami, pois para mudar isso só em 2018 agora.

    • Leandro 22/05/2015 13:32

      Quem começou os programas sociais de sucesso nesse pais foi o FHC com a REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL , plano real estabilizou a economia e impulsionou o país, LULAdrão só deu continuidade do grande governo social democrático FHC, pesquisa direito!

    • Augusto2015 22/05/2015 9:40

      ATÉ O PRESENTE MOMENTO EU NÃO VI CORTE NENHUM. O QUE EU VI E LI FOI QUE O GOVERNO ESTA ROUBANDO O PESSOAL DA INICIATIVA PRIVADA QUE TRABALHA E PAGA IMPOSTOS. CORTAR SIGNIFICA DIMINUIR MINISTÉRIOS, ACABAR COM 110 MIL CARGOS COMISSIONADOS DE PESSOAS QUE NADA FAZEM, NADA SABEM E GANHAM UMA BABA DE SÁLÁRIO. ISTO É QUE É CORTAR SEU COMUNISTA SAFADO

    • Diego 22/05/2015 1:12

      calma que isso tudo que vc disse ai vai acontecer de novo. Estes políticos se fossem bons, mandavam baixar pela metade os próprios salários e benefícios. Mas ainda sim tem gente defendendo eles, e enquanto isso a saúde pública e a educação um caos estradas e ferrovias, portos e aeroportos falácias, e falta d’água por falta de estrutura e competência, bom temos que cobrar ao invés de defender qualquer um, esse é o problema não acha?

    • Marcelo 22/05/2015 0:51

      Nao preciso de google , tenho memoria diferentemente de voce que deve ficar falando merda na internet o dia inteiro a base de um bolsa esmola , a inflação a epoca era sim de 13% ao ano , juros de 20% , era alto sim.
      Mas tambem me lembro (vc não , procura no google) de 1993 com uma inflacao de 2000% , juros em mais de 40% , e gracas ao fhc (embora o pt diga que foi o Itamar) o pais saiu de uma inflação de 2000% para uma de 60% em 94 e uma de 13% em 2002.
      FHC era ministro da fazenda e ajudou a criar o real que na epoca foi criticado pelo pt , lula nao teria feito a metade do que fez se nao fosse o fhc , inclusive a bolsa esmola que vc recebe hj rende gracas ao saneamento da economia iniciado em 94 com itamar e principalmente o fhc .
      Nao preciso de google nem muito menos de um partido me dizendo o que tenho que lembrar , vivi essa epoca e tenho memoria.
      Agora cuidado , porque é quase certo que esse corte afete a voce e sua familia(menos esmola , educacao e saude que ja são uma pocaria e que vai piorar…) , ai eu quero ver a sua defesa desse partido safado que é o pt.

  16. 52 Ah, tá! 21/05/2015 20:31

    Ah, tá!
    Agora é preciso ver se nesses cortes estão incluídos aumentos de salários e das mordomias do Executivo, Legislativo e Judiciário (o sacrifício tem que ser de todos);
    se não vai afetar as promessas de campanha, tipo creches, segurança pública, saúde etc.
    Ah, será que vai aumentar um pouco os impostos dos banqueiros, tipo assim, para lucrarem neste ano uns 35 bilhões de reais, ao invés dos 70 bilhões de reais que lucraram no ano passado (afinal o sacrifício tem que ser de todos, certo, presidente… certo, seu levy?

  17. 51 Nobre 21/05/2015 20:27

    As emendas parlamentares são o canal para a corrupção, desse assunto o Senhor Jorge Hage ex-chefe da Controladoria Geral da União conhece com bastante propriedade.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.